Igreja católica pede a políticos proscrição de tentações, logo na 1ª Missa do ano 2019

As eleições legislativas na Guiné-Bissau estão marcadas para 10 de Março do ano corrente. As presidenciais também  deverão acontecer ainda este ano, mas falta por marcar a data.

O recenseamento eleitoral terminou no dia 21 de Dezembro e o Supremo Tribunal de Justiça pediu aos partidos políticos para entregarem até dia 10 de Janeiro as listas de candidatos a deputados da nação.

Nesta perspectiva, a Igreja Católica guineense,  na Voz do Bispo Auxiliar de Bissau,  pede aos políticos a “proscrição de três tentações” para o bem do País,isto é “ aprender e concretizar a arte de ganhar sem objetivamente ter razão, pensar de poder enganar sempre todo o mundo e confirmar com o modo de ser e viver, a tese segunda a qual na política tudo é possível”.

Aos eleitores Dom Lampra Cá pediu para não deixarem levar pelos discursos demagógicos ou algo que provoque a divisão negativa entre guineenses.

“ Quanto a nós eleitores, não nos deixemos levar  emotivamente pelos possíveis discursos demagógicos ou algo que queira provocar a divisão negativa entre os guineenses , durante a próxima campanha eleitoral”.

A Igreja quer que os fiéis estejam atentos à programas de cada partido concorrente .

O Pastor da Igreja católica apela para sejamos capazes de avaliar criticamente , não só  a pertinência  e a coerência interna do programa de cada partido político como também a proveniência dos meios que vão garantir a sua concretização, o realismo do limite temporal da sua concretização e a credibilidade demonstrada dos executores.

 

Texto: Indira Correia Baldé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *